quarta-feira, 1 de agosto de 2012

DIA MUNDIAL DA POESIA

A escolha de... A Páginas Tantas

No aniversário do poeta António Osório


MARCO GEODÉSICO


Passar o tempo na infância
expelindo bolas de sabão
titubeantes, finais:
querer a um pirilampo
por sua quente
solicitude na mão,
e aos pombos, apenas por suas asas.

Dormência, levedura
de réptil, amigo,
mãe que se deita na mesma cama,
e gato à soleira,
canário preso à janela,
leão na jaula estirado:
sol, lareira, aleluia do inverno.


António Osório, in, Décima Aurora

Sem comentários:

Publicar um comentário