quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

DANIEL MUNDURUKU



A Amazónia veio à nossa Escola. Podemos dizer assim, porque é mesmo como se
tivesse vindo. Daniel Munduruku, o mais importante escritor índio de língua
portuguesa, esteve connosco, na segunda-feira, dia 25, e a forma mais simples de
dizer o que se passou é que foi hora e meia de puro encantamento. O facto de ser
um grande escritor, com quase 40 livros publicados (muitos deles adoptados no
ensino oficial, no Brasil), não lhe roubou aquele jeito único de contar histórias, como
apenas sabem os que cresceram numa cultura do oral.

O anfiteatro estava completamente cheio, mas a única voz que se ouvia era a de
Daniel Munduruku, a dizer-nos como é nascer e crescer índio no Brasil de hoje.
E viver na cidade sem deixar de ser da floresta. E escrever para encontrar um rosto contemporâneo no rosto da tradição.

Que sorte nós tivemos por poder estar ali. Que sorte a Faculdade de Letras ter
organizado a 1.ª Jornada Luso-Brasileira de Literatura para Crianças e Jovens e ter
convidado o Daniel. Que sorte a Conceição Pereira ser professora cooperante da
Faculdade de Letras. Que sorte sermos uma escola com sorte. Uma escola aLeRmais.

O que agora apetece mesmo é ler os livros de Daniel Munduruku. Entretanto,
podemos ir espreitando o seu blogue:
danielmunduruku.blogspot.com/

Sem comentários:

Publicar um comentário