sábado, 14 de abril de 2012

DIA MUNDIAL DA POESIA

A escolha de… Fátima Madaleno



Somos folhas breves onde dormem
aves de sombra e solidão.
Somos só folhas e o seu rumor.
Inseguros, incapazes de ser flor,
até a brisa nos perturba e faz tremer.
Por isso a cada gesto que fazemos
Cada ave se transforma noutro ser.


Eugénio de Andrade

Sem comentários:

Publicar um comentário