terça-feira, 22 de maio de 2012

DIA MUNDIAL DA POESIA

A escolha de... Margarida Oliveira (12ºB)

CAOS

Entre as ramagens de uma dor confusa
perpassa devagar a figura futura
do ser mutável que ao amor recusa
tempo nessa planície amarga onde fulgura

árvore incandescente, a mudança Recusa
o tempo ao tempo duração pois dura
menos o que se vê no abismo da profusa
luz da mudança que a visão impura

de dias irreais, estes, imersos
na névoa tão cruel da realidade
Entre as imagens reais como tempos diversos

perpassam adejando em seus brilhos de jade
reconhecíveis aves, nos inversos
labirintos futuros nutrindo a sua carne


Gastão Cruz, in, As Leis do Caos

Sem comentários:

Publicar um comentário